Como guardar dinheiro e ser feliz!

Uma frase muito antiga que diz “não importa o quanto você ganha, mas sim o
quanto você gasta” não saiu de moda até hoje. E carrega uma grande sabedoria.
Imagine as duas situações abaixo.

A – uma pessoa que ganha R$ 5.000 por mês e consegue poupar R$ 1.000, ao
longo de um ano consegue guardar R$ 12.000. Isso sem contar o efeito dos juros ao
longo de muitos anos.
B – uma pessoa que ganha R$ 50.000 por mês e não consegue poupar
absolutamente nada. Pelo contrário, gasta R$ 60.000 por mês.

Qual delas tem uma situação financeira melhor? Certamente a pessoa A. Claro
que a pessoa B tem uma vida muito mais confortável, materialmente falando. Porque
mora numa casa maior, dirige um carrão, janta em locais chiques e por aí vai.

Mas essa pessoa B está ficando cada vez mais pobre, simplesmente porque ao
final de um ano deve R$ 120.000, novamente sem contar o efeito dos juros compostos.
Para resolver a situação, a pessoa B tem que fazer um esforço e gastar menos do que
ganha. Mas aí começa uma parte difícil: reduzir os gastos e, talvez, o seu padrão de
vida.

Para a pessoa A, este esforço não existe porque ela já faz isso naturalmente no
seu dia-a-dia. Aqui temos um excelente exemplo de uma pessoa com uma vida
financeira equilibrada e que se aproveita dos juros compostos ao longo dos anos. Só
para esclarecer, juros representam o prêmio pelo sacrifício de não gastar o dinheiro
agora. Você poupa, investe e depois de alguns anos seu dinheiro aumentou
simplesmente pela passagem do tempo.

Se essas duas pessoas mantiverem seus padrões atuais, há uma grande chance de
que algum dia a pessoa A compre a casa e o carro da pessoa B que, provavelmente,
estará desesperada se desfazendo de tudo para pagar todas as dívidas feitas ao longo
de anos gastando mais do que ganha. De que adianta ganhar R$ 50.000 por mês se você
gasta R$ 60.000?

Pense nisso e cuide do seu dinheiro porque no futuro, ele cuidará de
você.

Boa sorte e muito sucesso!

Por: Luís Volpon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *